Bem Vindo à Agência da Saúde - 26 de Novembro de 2020 - 00:30

Bem-estar

Qual a melhor opção: Correr ou caminhar?

Bem-Estar | 00/00/0000 00h 00min

Muita gente diz que o ano só começa após o carnaval. Pois bem, se é assim: o ano então começou. Está na hora de retornar às atividades físicas para manter o corpo e a mente saudáveis.  Calce o seu tênis, vista uma roupa confortável e mãos à obra. Se a dúvida está entre caminhar e correr, vamos esclarecer algumas dúvidas e mostrar as diferenças entre as duas para que você decida a que irá escolher. 
 
Caminhar ou correr ao ar livre pode ser uma maneira simples, prazerosa e sem nenhum custo, de se manter a forma. Porém, existem muitas questões a respeito da forma de praticar e o que é melhor, andar ou correr. Ambas as atividades proporcionam melhora do condicionamento cardiorespiratório e fortalecimento dos músculos dos membros inferiores, favorecendo a perda de gordura.
 
Caminhar
Ideal para iniciantes, gestantes e idosos por não ter contraindicações e o risco de lesões articulares ser praticamente inexistente. Devemos, no entanto, começar devagar e gradualmente aumentar o ritmo e a duração. Por exemplo, pode-se começar exercitando-se três vezes por semana durante 20 minutos cada dia.
 
Depois vai aumentando o tempo de acordo com o desempenho até pelo menos 40 minutos e não excedendo 1 hora, para que possa usufruir dos benefícios fisiológicos e também a sensação de bem estar. Quanto ao ritmo, é individual, porém, se caminhar muito devagar pode não observar retorno, pois a perda calórica é determinada pela intensidade(dificuldade) do exercício.
 
Correr
É excelente para perda de peso. Observa-se uma relativa melhora na capacidade aeróbica além da queima calórica ser mais eficaz. Pode-se iniciar o programa da mesma forma que a caminhada, porém um alerta: se a pessoa estiver acima do peso ou obeso ou possui lesões articulares que possam piorar com o impacto, não é aconselhável a prática da corrida. 
 
É preciso também escolher o tênis adequado para amortecer o impacto das passadas e usar roupas leves que absorvam o suor. Quando ao solo, prefira grama, terra ou areia batida e procure evitar paralelepípedos, asfaltos e terrenos irregulares. Ou então, prefira a esteira rolante que tem um sistema de amortecimento próprio.
 
Em geral, é importante que se faça antes de iniciar a prática destas atividades, uma avaliação com um médico, principalmente se tiver mais de trinta anos e dois fatores de risco para doença coronariana (ex: tabagista, história familiar, hipertensão, colesterol alto etc).
 
Do mesmo modo, é importante que se faça um bom aquecimento, alongando os músculos à serem usados. Comece em um ritmo mais fraco e vá aumentando gradativamente até estabelecer o ritmo desejado, assim como um esfriamento também é essencial para o retorno do organismo aos padrões basais(repouso). Por exemplo, caminhar mais devagar durante 3 a 5 minutos após a corrida ou caminhar e finalizar com alongamento.
 

Fonte:   -Maria da Paz Sabino

Veja também

Guia da Saúde

Encontre um profisional de saúde pela especialidade, nome ou cidade.