Bem Vindo à Agência da Saúde - 24 de Novembro de 2020 - 14:40

Nutrição

Alimentos que ajudam a controlar a gastrite

Prevenção | 24/02/2014 14h 03min

Sabe aquela queimação no estômago ou uma dor incômoda na parte superior da barriga que você sente sempre ou de vez esporádica? São desagradáveis não é mesmo? Pois bem, você pode estar com gastrite. Esses são alguns dos sintomas da gastrite, que também incluem enjoos, acompanhados ou não de vômito. 
A gastrite atinge muitas pessoas que, ao receberem o diagnóstico, precisam adotar algumas restrições alimentares, bem como mudanças de hábitos, devendo evitar alimentos ácidos e gordurosos, entre eles frutas ácidas, vinagre,
café e frituras. 
 
Alimentar-se corretamente é imprescindível. Por isso comece adotando o hábito de fazer cinco refeições por dia, conforme aconselham os nutricionistas. Outra é comer bolachas de água e sal ou maisena (nada de bolachas recheadas, pois são muito gordurosas) e frutas nos intervalos das refeições, para evitar que o estômago fique vazio (já que, quando vazio, o suco gástrico corroerá suas paredes, agravando a ferida).  Veja alguns alimentos que poderão ajudar  as pessoas que têm gastrite. 
 
Hortelã e alecrim
Os chás dessas ervas são poderosos aliados da boa digestão, tendo em vista que eles também são calmantes digestivos ediminuem a acidez do estômago. Com isso, eles atenuam azias, gases e cólicas. Para um efeito mais satisfatório, o ideal é que eles sejam tomados 30 minutos antes das refeições. 
 
Frutas não ácidas
Laranja lima, banana, maçã, pera, goiaba e mamão estão na lista de frutas liberadas, já que não agridem o estômago. Os seus sucos também podem ser ingeridos sem medo, mas sem exageros. 
 
Suco de Aloe Vera
O suco de aloe vera, erva também conhecida como babosa, tem poder cicatrizante. Ou seja, além de não ser prejudicial, ainda contribui na cura da ferida estomacal. O suco já é vendido pronto e 50ml ingeridos em jejum ou antes de dormir diariamente são suficientes. 
 
Lactobacilos
Às vezes, a gastrite mata as bactérias boas do estômago e, e sem elas, o tecido não se recupera. Por isso, a reposição dos lactobacilos é importante para povoar o estômago com bactérias benéficas e, assim, para a cura da gastrite. Lactobacilos são encontrados em iogurtes e, até mesmo, vendidos em pó. 
 
Biomassa de banana verde
Quando cozida, a banana verde apresenta um amido resistente, definido como prébiótico. Essa substância funciona como alimento dos lactobacilos, mantendo-os vivos. Quando uma pessoa desenvolve gastrite, seu estômago é povoado com bactérias más, ocasionando déficit de bactérias boas. Ao ingerir a biomassa, os lactobacilos permanecem vivos, auxiliando na recuperação do tecido.
 
Peixe e frango com pouca gordura
Você não precisa cortar a carne de seu cardápio por causa da gordura. Carnes de frango cozido, refogado ou grelhado; peixes não muito gordurosos, como pescada e merluza - ao forno ou grelhados - e carnes vermelhas menos gordurosas - o que inclui patinho, coxão mole e lagarto - estão liberadas. Mas nada de frituras!  
 
Suco verde
O suco de salsinha e couve é rico em clorofila, uma substância energizante e cheia de zinco e antioxidantes, itens necessários para a recuperação do estômago, além de vitamina C e magnésio. Para o preparo, bata os ingredientes verdes com suco de uma fruta, água e linhaça germinada. Para germinar a linhaça, basta colocar uma colher de sopa em um copo com água. Depois de quatro horas, a semente estará pronta para ser adicionada no suco verde. 
 
Legumes ou verduras refogadas
Consuma legumes e verduras - tanto no almoço quanto no jantar - mas lembre-se de refogá-los, já que folhas muito duras podem incomodar as paredes de seu estômago. Por isso, os nutricionistas aconselham que o consumo in natura de verduras como repolho, couve crua, escarola, alface e agrião seja evitado, pelo menos no começo.  
 
Caldo de feijão
Embora o grão do feijão deva ser evitado por causa da fermentação que provoca, o seu caldo pode ser aproveitado. Além de ele ser facilmente digerido, você pode aproveitar os nutrientes que o feijão oferece e ainda matar a vontade, já que o gosto do caldo não se modifica quando separado do grão. Sopas de legumes e canjas também estão liberadas. 
 

Fonte:   -

Veja também

Guia da Saúde

Encontre um profisional de saúde pela especialidade, nome ou cidade.