Bem Vindo à Agência da Saúde - 21 de Maio de 2019 - 09:23

Nutrição

Saiba quais alimentos podem ajudar a manter os rins saudáveis e o que deve ser evitado

Saúde | 06/03/2019 11h 23min

Você já parou para pensar no quanto os nossos rins são importantes para a nossa saúde? Embora sejam pequenos, esses órgãos têm muito mais poder do que a gente imagina. 

Não é à toa que os rins são conhecidos como os maiores filtros do nosso organismo: eles têm a capacidade de regular a pressão arterial, filtrar o sangue, eliminar as toxinas do corpo, controlar a quantidade de sal e de água do nosso organismo, produzir hormônios que previnem a anemia e doenças ósseas... Só por essas características, já deveríamos dar atenção a esses órgãos, para saber se estão funcionando bem.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia, uma em cada dez pessoas no mundo sofre com alguma doença renal, e anualmente, milhões de pessoas sofrem com complicações da Doença Renal Crônica (lesão nos rins).

A DRC é silenciosa, ou seja, não apresenta sintomas em estágios iniciais ou são pouco específicos. Por isso, pode haver demora no diagnóstico e ele só acontecer quando os rins já estão bem comprometidos.

Com o tema “Saúde dos rins para todos”, o Dia Mundial do Rim, comemorado esta semana, tem como objetivo reduzir o impacto da doença renal em todo o mundo e estimular os cuidados com a saúde dos rins.

Para prevenir doenças nos rins, você pode adotar medidas simples, a começar pela alimentação, mantendo-a saudável e trocando alimentos que prejudicam o seu funcionamento por outros que ajudam a limpar esses filtros.

 

Aposte na alimentação natural

A prevenção de doenças renais pode estar mais perto do que você imagina — no seu prato, mais precisamente. De acordo com a Fundação Pró-Rim, verduras, legumes, grãos integrais, carne, peixe, frango e ovos estão na lista dos alimentos que ajudam a preservar os rins.

Além de uma alimentação saudável, a ingestão de líquidos — em especial a água  — ajuda os rins a trabalhar melhor. Quer saber se está ingerindo a quantidade ideal de líquidos? Observe a urina. Se ela estiver escura, é sinal de que é preciso aumentar o consumo de água.  

 

Fique longe de junk food

Alimentos processados: carnes processadas, como salsicha, linguiça e presunto, além de sucos em pó e biscoitos recheados. Segundo a Fundação Pró-Rim, esses alimentos perderam as características naturais e nutricionais e são ricos em açúcar, sódio e misturas químicas que melhoram o sabor e aumentam o tempo de conservação dos alimentos, mas sobrecarregam os rins.

Sódio: o consumo de sal está diretamente associado ao aumento da hipertensão que sobrecarrega o funcionamento dos rins. Logo, ao controlar o sódio da alimentação e frear o consumo de alimentos industrializados, você pode prevenir a pressão alta e, de quebra, preservar os rins.

Açúcar: ele está presente em quase tudo, principalmente nos alimentos industrializados e não apenas no seu café adoçado ou na sua sobremesa. De acordo com o Hospital Israelita Albert Einstein, além de levar à obesidade e ao desenvolvimento do diabetes, o açúcar ainda pode prejudicar o funcionamento dos vasos dos rins, do coração e do cérebro. Por isso, prefira o açúcar natural das frutas e evite o consumo de adoçantes artificiais que também podem sobrecarregar os rins.

 


Fonte: Sociedade Brasileira de Nefrologia, Fundação Pró-Rim e Hospital Israelita Albert Einstein

 

Fonte:  

Veja também

Guia da Saúde

Encontre um profisional de saúde pela especialidade, nome ou cidade.