Bem Vindo à Agência da Saúde - 24 de Novembro de 2020 - 13:31

Nutrição

Sopas e caldos ajudam na desintoxicação

Nutrição | 06/01/2017 11h 34min

Com a correria do dia-a-dia, consumir alimentos gordurosos se torna mais prático e rápido, e muitas vezes não fazem bem para o nosso corpo. Consumir tais produtos continuamente, pode acarretar numa sequencia de problemas de saúde, além de ajudar no aumento do peso.

Existem várias dietas que podem auxiliar nessa “desintoxicação”. Esse tipo de dieta a base de líquidos e sopas ficou bastante popularizada quando celebridades, há alguns anos atrás, revelaram que emagreceram com a ajuda dela. Pode chegar a perder até 5 kg em 7 dias, se seguida a Risca.

Desentoxicar nada mais é do que retirar as substâncias potencialmente tóxicas de dentro do organismo. Esse processo ocorre principalmente no fígado e no intestino. Esses órgãos, filtram as toxinas e as liberam através da urina, das fezes, do suor e da respiração.

Para que o processo de desintoxicação ocorra com sucesso, é necessário cortar o consumo de alimentos industrializados e ingerir uma dieta rica em vitaminas e minerais. Essa dieta ajuda na liberação de líquidos acumulados no corpo.

Com a eliminação de líquido, o corpo chega a desinchar e até a barriga começa a encolher, fazendo com que o seu perfil até se afine.

Lembrando que essa é indicada por uma semana. Toda mudança alimentar deve ser feita com um acompanhamento médico.

Dicas Desintoxicantes

-> Sempre consumir alimentos naturais, sem conservantes e aditivos;

-> Dar preferência à alimentos orgânicos, que são livres de agrotóxicos e/ou adubos químicos;

-> Diminuir a ingestão de alimentos industrializados;

-> Diminuir a ingestão de alimentos origem animal;

-> Evitar o consumo de álcool;

-> Não fumar.

Caldinho e sopa de feijão, de legumes, de carne, de frango ou peixe: qual você prefere? As opções são tantas e tão diferentes, mas todas trazem benefícios importantes para a saúde.

Quando acrescidos de certos nutrientes, os caldos podem ajudar até mesmo a prevenir alguns problemas de saúde e acelerar o tratamento de doenças. As canjas com açafrão, por exemplo, ajudam a combater o envelhecimento precoce e o colesterol alto; já as cebolas usadas para reforçar o caldo de feijão ajudam ainda na prevenção do Mal de Alzheimer e Parkinson e doenças relacionadas ao sistema cardiovascular.

Rápidos e práticos de serem feitos, os caldos podem ser consumidos antes de uma refeição, para aliviar a fome, ou como tempero de alguns alimentos, como arroz, feijão e carnes, por exemplo.

Se houver pedaços maiores de carne, frango, peixe, legumes e vegetais, no entanto, ele vira uma sopa, que é preparada para o consumo direto e não como tempero ou base de um prato. Os caldos podem ser congelados por até 3 meses ou guardados na geladeira por até 2 dias e, se forem feitos em casa, não têm sódio e gordura e têm poucas calorias.

De acordo com especialistas, os caldos devem ser preparados sempre em uma panela grande e nunca na panela de pressão já que o objetivo é cozinhar os ingredientes lentamente para que o sabor fique na água. Depois de preparados e quando estiverem frios, eles podem ser colocados em copos ou sacos plásticos – na hora de usá-los, no entanto, não é preciso descongelá-los, apenas colocá-los diretamente na panela.

Mais uma dica para nossos leitores preocupados em sempre manter a saúde equilibrada!

 

Fonte:  

Veja também

Guia da Saúde

Encontre um profisional de saúde pela especialidade, nome ou cidade.