Bem Vindo à Agência da Saúde - 23 de Outubro de 2020 - 20:48

Univida

Como ajudar o idoso tomar banho

Banho | 17/07/2017 14h 28min

Quando nos deparamos com a dificuldade de fazer uma pessoa idosa tomar banho ficamos sem saber como é possível mudar esta situação. Com o devido cuidado e aproximação correta, podemos mudar este comportamento e fazer do banho uma tarefa mais tranquila e agradável para ambos os lados.

Começando pela rotina, sugerir mudanças podem trazer resultados muito satisfatórios. Perguntar para o idoso o que ele costuma fazer no seu dia a dia, desde que acorda até a hora de dormir, pode ser uma premissa para conversar sobre higiene e saúde e, entrar no assunto banho. Tentar descobrir qual o motivo da resistência e encaixar esta tarefa em algum horário do dia em que ele esteja mais tranquilo e menos tenso pode ser uma solução para este problema.

Muitos idosos costumam resistir ao banho por medo e falta de segurança. Eles já não têm mais a mesma disposição e força que costumavam ter, e o medo de cair dentro do banho os aterroriza a ponto de evitarem este momento do dia. Já não sentem a segurança nos membros e a tensão lhes deixa muito suscetível à queda.

Outro motivo muito frequente para a falta de banho é a memória. Conforme vamos envelhecendo, nossa memória começa a nos pregar peças. A noção de tempo muda, e coisas que fizemos há anos parecem que foram ontem e vice e versa. Isso pode acontecer muito e, principalmente, quando o assunto é banho. Muitas vezes eles acham que tomaram banho no dia anterior e acabam esquecendo de realizar esta tarefa nos outros. Fazer exercícios de memória com eles pode ajudar a melhorar esta situação e os deixar mais à vontade para conversar sobre estes assuntos mais delicados.

Não podemos esquecer que quando nossos pais ou avós eram jovens a vida era diferente. Banhos diários são costumes que temos hoje, quando eles eram mais novos podem ter vivenciado uma rotina diferente. Conforme foram envelhecendo, suas memórias do passado vão ficando mais frequentes e alguns hábitos podem voltar, fazendo-os repetir ações que eram executadas no passado.

Nestes momentos, a família é muito importante para estas pessoas, para passar a segurança que lhes falta e os apoiar nesta situação. Conversar com o idoso sobre banho, sem ofender, e oferecer ajuda para isso é um bom começo para a mudança. Uma solução que traz muitos resultados para estes casos é a contratação de um cuidador para ajudar nesta tarefa.

Um profissional sabe como agir e auxiliar as pessoas nestes momentos, sem trazer constrangimento para a pessoa. Muitas vezes alguém que não faz parte da família consegue ajudar mais, por conta da vergonha de algum familiar lhe ver naquela situação. É bom ressaltar que estes profissionais cobram um preço fixo diferenciado para a realização desta tarefa.

Antes de contratar o ajudante, certifique-se de que se trata de um profissional competente e disposto a ajudar. No Quem Cuida todos os nossos cuidadores são profissionais bem recomendados e muito cuidadosos em qualquer situação, basta procurar para achar quem se encaixe melhor na sua necessidade.

 

Segurança no banheiro

Quando assunto é banheiro, não podemos deixar de falar em segurança. Um ambiente úmido pode ser um prato cheio para quedas e machucados. Para deixar este momento ainda mais tranquilo, é preciso analisar se o ambiente é seguro e adequado para uma pessoa de idade.

Instalar barras de apoio ajuda o equilíbrio e dá mais segurança e mobilidade para idosos dentro do banheiro. Caso ele sinta que vai cair pode se segurar nas barras e evitar um machucado mais grave. Adicionar tapetes antiderrapantes na saída do box e dentro do mesmo, ajudam a pessoa a não escorregar com a água e sabão.

Fonte:  

Veja também

Guia da Saúde

Encontre um profisional de saúde pela especialidade, nome ou cidade.